15 de abril de 2007




Estou sumido por muito tempo... eu sei. Depois destas fotos de Portugal a turnê entrou em uma sequência que ficou difícil escrever por aqui. Foram vários países, vários shows e workshops também.
Hoje estou indo para a Tunísia e aproveito um tempinho aqui no aeroporto para colocar algumas fotos da turnê com o Angra.
Um dos momentos mais legais da viagem foi a nossa visita à Moscow. Sempre tive imensa facinação pela história social e política deste país, seja Rússia ou URSS. Quando chegamos à Moscow fomos jantar e depois dormir. Como tínhamos poucos momentos livres na cidade, não quis perder tempo e saí à pé para achar a famosa Praça Vermelha. Em um frio de menos 10 graus consegui fazer várias fotos em um ambiente deserto. Eu e um carro de polícia que guarda 24/7 o mausoleum do Lenin. Éramos os únicos a transitar na praça às 4 da manhã naquele frio que brasileiro nenhum pode imaginar o que seja.
Os russos ficaram falando que era perigoso andar pelas ruas naquele horário. Pensava comigo, o que será mais perigoso que morar em São Paulo? Fui assim mesmo, tranquilo... O problema é que na Rússia qualquer um pode ser taxista. Isto é, se você vir alguém na rua andando, pode para e perguntar se não quer entrar no carro e pagar a corrida. Não precisa ser habilitado. Assim, eu andando na rua naquele frio, a cada cinco minutos parava um carro velho ( lembram dos Ladas?) com um sujeito falando algo ( desculpa, mas só deu para aprender "sim" e "não" em Russo). Devo reconhecer que ficava meio apreensivo, mas daí depois que ele falava algo em Russo eu respondia em Português ( Inglês lá não adianta).Funcionava! O cara ia embora.
Esta catedral colorida da foto é muito bonita, não acham? Então, diz a lenda que o Czar que a mandou fazer, também achou. Para que o arquiteto e criador da mesma não fizesse nada tão bonito para outro Czar ou poderoso da época, mandou furar os olhos do coitado.
beijos e abraços!