25 de junho de 2007

Evento XL Generation- D’Addario


Dando um tempinho nas minhas histórias de guia turístico virtual vou contar um pouco do evento que aconteceu na terça-feira passada dia 19 de junho lá no Auditório Mix.
Um encontro de guitarristas de estilos diferentes para homenagear as músicas que fizeram história por via deste tão querido apêndice de madeira com seis cordas ( XL 0,10 de preferência...).
Grande idéia desenvolvida pelo marketing da D’addario/ Musical-Express, que fez com que os internautas votassem músicas significativas. Formado assim, o “set list”da noite que teria os endorsses da marca, Samuel Rosa, Michel Leme e o blogueiro intermitente que aqui vos escreve a se apresentar.

Grata surpresa de ver o Michel tocando rock, afinal quem o conhece sabe que ele é o metaleiro mais jazzista que existe. A Gibson 175 é só fachada...Invejável versão do Living Colour instrumental, perdeu quem não foi.

Conhecer o Samuel e tocar com ele também foi um presente. Cantou, solou, improvisou e mostrou-se um grande conhecedor de rock/blues ao puxar as músicas da Jam final.

Para mim o mais divertido foi ver a surpresa nos olhos do público quando comecei a cantar Smells Like Teen Spirit do Nirvana. Afinal de contas é a música mais representativa da guitarra nos anos noventa. Quem pode negar que ela ridicularizou os guitar-heroes e virtuosos de cabelos-espanador e botas-cowboy do fim dos anos oitenta. Depois do Kurt, o messias da Jaguar desafinada, só sobrou o Vai e Satriani no estrelato... nem ele mesmo ficou...
Quem quiser comprovar :
http://www.youtube.com/watch?v=B-JFWtbboYE&mode=related&search=
Que fique claro que nunca fui fã do Nirvana e nem tentei desaprender a tocar guitarra com o precursor dos emos, mas a brincadeira valeu!
Fotinhos para quem não esteve lá.

Abs
Kiko Loureiro

3 de junho de 2007

Depois do texto sobre a tour na America Latina

Depois do texto sobre a tour na America Latina, vou continuar contando aos poucos minhas viagens passadas...

Depois a Slovênia fui de carro para Trieste que está situado lá na pontinha nordeste da Itália. Fui tocar em uma das principais escolas de música do país. Esta foto fiz durantes meus passeios rotineiros na madrugada... afinal é a única hora que posso conhecer um pouco mais dos lugares por onde passo.


No dia seguinte levantei cedo e fui como um zumbi sonâmbulo pegar o trem para Milão. Haveria um programa de TV, "Rock TV", que eu iria divulgar o Universo Inverso recém lançado na Europa.

Cheguei ao estúdio tentando falar um pouco de Italiano meio de brincadeira... falando com acento que aprendi na Mooca e no Bexiga. Daí o diretor do programa vem e fala: Che belo! Parla Italiano perfeto! Poi fare il programa solo! Resumindo... O cara veio e falou para eu apresentar o programa que era ao vivo durante uma hora com canal aberto para Itália inteira. Eu teria que apresentar os clips, tocar ao vivo as músicas do Universo, falar do cd e comentar os clips e ainda como se não bastasse, ir ao lap top para responder uns sms que a galera iria enviar ao vivo. Um programa tipo MTV, só que os caras não tinham VJ!! Roubada máxima! Se fosse em português já seria difícil. Alguns minutos antes de entrar no ar consegui convencer o cara da minha gravadora, Pat Scalabrino, de pelo menos ficar no lap top e ler os sms e me ajudar um pouco no meu risível italiano que nunca estudei na vida.... Tenho em vídeo à sete chaves em casa com gravação deste programa...

... Obviamente não tenho fotos deste momento tragicômico da minha vida... mesmo porque só me faltaria essa de vocês querem que eu ainda tirasse foto, ou lembrasse que eu tinha uma camera fotográfica na mochila no meio deste "casino" todo...