1 de julho de 2007

Tunísia pela primeira vez!



Para quem estava com saudades dos meus textos estilo CVC, lá vai mais um.
O último havia sido sobre a Slovênia durante a turnê na Europa. Tenho mais coisas para contar e fotos para mostrar desta viagem, mas como não estou seguindo uma ordem cronológica, vou contar aqui um pouco de meus momentos na Tunísia.

Recebi o convite para participar dos eventos “off” do festival de Jazz de Cartage em Tunis. Em um teatro ocorreria o encontro com os músicos de rock da Tunísia. Um workshop seguido de um show com os músicos locais e no outro dia um masterclass para os guitarristas interessados.Fiquei 5 dias na cidade e pude conhecer bastante deste interessante país.
O convite apareceu através do organizador do festival e da embaixada brasileira que me levou para orgulhosamente representar o Brasil.

A Tunísia é realmente muito interessante. País árabe muçulmano, onde o francês é língua corrente. Também foi a primeira entrada da África para o Império Romano. Assim podemos encontrar de forma misturada toda a cultura árabe muçulmana com a européia do protetorado francês somado a ruínas romanas em Cártago. País ensolarado de pessoas muito amáveis e simples. Me senti bem à vontade lá.

Em umas das tardes livres, meus amigos tunisianos me levaram para o centro de Tunis, onde podemos encontrar o mercado popular, mesquitas e os prédios do poder público, como ministérios e assembléias.

Comprei várias coisas por ali, não deixando é claro de treinar meu poder de negociação na pechincha. Uma das coisas foi este chichia( é melhor não escrever com x... mesmo porque não tenho certeza que é este o nome).É o chapeuzinho grená típico dos senhores da área. Na foto estou sentado à porta de uma Mesquita. Apesar do chichia, não convenci que tinha cara de mulçumano... portanto não pude entrar na mesquita. Diferente da igreja católica que usa a beleza de seus espaços para arrecadar um "trocadinho" na saída, o Islamismo leva à sério quem quer realmente entrar na mesquita para rezar e falar com Maomé. Consegui ao menos a foto com esta bela senhora como vcs podem ver. Ela encobriu o rosto na hora do sorriso para a camera , mesmo eu falando que ela era “très jolie”...

Como tenho outras fotos para mostrar, continuo depois em outro post.
Beijos e abraços!